23 outubro 2017

Vai uma série aí?: Séries baseadas em HQ's



Olá, pessoal! Faz muuuito tempo que essa coluna não tem um post novo. O de hoje vai ser um pouco diferente do que ele geralmente é. Ao invés de uma resenha sobre uma série em especial, eu vou trazer 10 séries baseadas em HQ's para os fãs ou para aqueles que quer conhecer o trabalho através das séries.

Eu sei que existem muuuito mais séries baseadas em HQ's do que as que estão aqui, mas coloquei nessa lista apenas aquelas que eu assisti e recomendo ou que amigos meus me recomendaram fortíssimo, porque, como a maioria de vocês sabem, séries baseadas em HQ's estão decepcionando um pouco. Então, espero que vocês aproveitem e, se não conhecem, deem oportunidade.



20 outubro 2017

Dia de Nacional: Sob a luz dos seus olhos

Título: Sob a luz dos seus olhos
Autora: Chris Melo
Editora: Rocco
Nº de páginas: 320
SKOOB
 3/5 
Considerada a “Nicholas Sparks de saia” pelos fãs, por suas histórias românticas voltadas especialmente para o público jovem adulto, a paulista Chris Melo estreia na Rocco, pelo selo Fábrica231, com Sob a luz dos seus olhos. A trama conta a história de Elisa, que embarca para a Inglaterra decidida a começar sua vida adulta, levando na bagagem seus planos e sonhos para o futuro; e Paul, um artista tentando se encontrar e que vive intensamente cada momento. O que poderia ser apenas um encontro casual entre dois jovens tentando achar o seu lugar no mundo se transforma, pelas mãos de Chris Melo, numa profunda jornada de autoconhecimento, superação, perdão e recomeços protagonizada por duas pessoas comuns que experimentam o poder extraordinário do amor. Um presente para quem já é e para quem vai se tornar fã de Chris Melo.

12 outubro 2017

Resenha: O Beijo traiçoeiro


Título: O beijo traiçoeiro (Traitor's #1)
Título Original: The Traitor's Kiss
Autor: Erin Beaty
Editora: Seguinte
Nº de páginas: 440
SKOOB
 4/5
Com sua língua afiada e seu temperamento rebelde, Sage Fowler está longe de ser considerada uma dama — e não dá a mínima para isso. Depois de ser julgada inapta para o casamento, Sage acaba se tornando aprendiz de casamenteira e logo recebe uma tarefa importante: acompanhar a comitiva de jovens damas da nobreza a caminho do Concordium, um evento na capital do reino, onde uniões entre grandes famílias são firmadas. Para formar bons pares, Sage anota em um livro tudo o que consegue descobrir sobre as garotas e seus pretendentes — inclusive os oficiais de alta patente encarregados de proteger o grupo durante essa longa jornada. Conforme a escolta militar percebe uma conspiração se formando, Sage é recrutada por um belo soldado para conseguir informações. Quanto mais descobre em sua espionagem, mais ela se envolve numa teia de disfarces, intrigas e identidades secretas. E, com o destino do reino em jogo, a última coisa que esperava era viver um romance de tirar o fôlego.

07 outubro 2017

Erotismo ou putaria?


⚠️ ALERTA SPOILER: Esse post é a MINHA VISÃO sobre o assunto. Se você fica ofendido facilmente, por favor, não continue lendo. Além disso, as imagens contidas no post são para ILUSTRAR o gênero. Repito, ILUSTRAR.


Resultado de imagem para livros eróticos mais lidos
Entre 2011 e 2012, aqui no Brasil, Cinquenta tons de cinza foi descoberto pelas mulheres e começou a virar uma febre. Assim como Crepúsculo, Cinquenta tons de cinza foi responsável por fazer muitas mulheres começarem a ler (e homens também). Ele engajou muitas pessoas no mundo da leitura e encorajou vários autores a escrever, publicar e falar sobre o assunto. Claro que antes dele, já existiam muito livros eróticos no mercado, mas a partir dele veio a geração chamada de "livros eróticos".


Eu sou uma leitora assídua há muito tempo. Já li muitos gêneros diferentes de livros. Quando você tem uma lista de leitura com mais de 1000 livros, você começa a perceber algumas coisas e algo que eu percebi, é sobre livros "eróticos".

Foi como uma febre. Muuuita gente começou a lançar livros assim, principalmente autores nacionais, que começaram a tomar coragem para escrever e publicar suas histórias.
O Wattpad ganhou espaço e o que mais vimos foi livros com muito sexo e cenas bem quentes. Porém, depois de ler tantos livros assim eu comecei a perceber duas coisas. Primeiro, existe uma diferença enoooorme entre erotismo e putaria. E segundo, eu me senti lendo um ctrl c + ctrl v.
Resultado de imagem para livros eróticos
Vamos falar sobre o primeiro tópico. A maioria dos livros eróticos que eu li, tinham zero enredo - algo que eu prezo muito em um livro. Era como um filme pornô. Aquele começo, nada a ver, para marcar o encontro, depois daí só sexo repetitivo, com várias palavras de baixo calão, sem romance e nem nada, algo que eu espero em livro assim, porque, sei lá, né? A categoria é ROMANCE erótico e não putaria.
Eu realmente não sei como as pessoas continuam gostando. Eu, no início, nunca tinha lido nada do tipo e achava até interessante para continuar, mas depois que amadureci nas minhas leituras, percebi que há muita diferença entre um livro de romance, com cenas de sexo e um livro de putaria.

Sinto muito autores e leitores, mas essa é a pura realidade. São umas histórias sem noção, com uns personagens nada a ver, que foca mais na relação sexual e baseia os sentimentos dos personagens na relação íntima sexual que eles têm. Eu como leitora, não consigo enxergar amor verdadeiro nesse tipo de coisa.

"Ah, mas é um livro. Se fosse pra ficar parecido com a realidade, não seria um livro." Sim, eu sei. Mas, mesmo sendo livros, é horrível ler algo que foge tanto da realidade. Se fosse assim, eu lia um livro de fantasia e não de romance. Repetindo, não são todos, mas a maioria é assim.


Imagem relacionada
O segundo tópico, é algo que eu observo muito. Como existem muitos livros desse livro no mercado, é difícil encontrar algo realmente novo, mas as cenas e as histórias são bem repetitivas. Isso não acontece só em livro erótico, mas como esse é o meu foco aqui, vou falar só disso.

Eu já li uns 30 livros que a mocinha era uma secretária e o mocinho era um CEO badass. Também já li uns 50 da mocinha virgem e sem graça e se transforma na rainha do sexo pelo cafajeste safado. Ah, ou sobre a menina pobre que precisa de dinheiro e recebe uma proposta irresistível. Gente, cadê a originalidade?
As cenas de sexo são muuuuito repetitivas até no próprio livro. É como se fosse o mesmo livro, com o nome dos personagens diferentes.

Gostaria que as editoras realmente começassem a investir em livros com conteúdo de verdade, que os autores começassem a focar tanto no sexo, quanto nas outras coisas. E, claro, que fossem mais originais e realistas.


Resultado de imagem para livros eróticos mais lidos

21 setembro 2017

Resenha: Na sua pele


Título: Na sua pele (Homens marcados #1)
Título Original: Rule
Autor: Jay Crownover
Editora: V&R Editoras
Nº de páginas: 328
SKOOB
 3/5
Quando o tatuador Rule Archer passa, todos os olhares se voltam para ele. O cara é alto, tem o corpo todo desenhado e penetrantes olhos azuis capazes de fazer qualquer garota suspirar. Rule não segue regras. Rule não namora. Ele é do tipo que passa cada noite com uma mulher diferente... um perfeito bad boy. A estudante de medicina Shaw Landon é linda, rica e estudiosa. Ela sempre segue as regras. É o tipo de garota que namora alguém escolhido pelos pais. Mas não é isso o que ela quer. Tudo o que Shaw sempre deseja e sempre desejou é ter Rule Archer. Apesar de se conhecerem há muito tempo, o bad boy nunca havia reparado naquela menina perfeita. Quase ninguém poderia imaginar que os dois formariam um casal. Rule e Shaw são opostos perfeitos. E um relacionamento entre os dois tem tudo para ser explosivo. Na sua pele vai enlouquecer você. Uma história de amor improvável, muitas reviravoltas e cenas picantes. Esse livro marcará você como nenhum outro.