01 agosto 2015

Resenha: Insaciável


Título: Insaciável
Título Original: Insatiable
Autora: Meg Cabot
Editora: Galera Record
Nº de páginas: 504
 4/5

Cansado de ouvir falar de vampiros? Meena Harper também. Mas seus patrões estão fazendo ela escrever sobre eles de qualquer maneira, mesmo que Meena não acredite neles.

Não que Meena não esteja familiarizada com o sobrenatural. Veja, Meena Harper sabe como vamos morrer. (Não que você vá acreditar nela. Ninguém nunca acredita).

Mas nem mesmo o dom da premonição de Meena pode prepará-la para o que vai acontecer quando ela conhece – e comete o erro de se apaixonar - Lucien-Antonescu, um príncipe moderno com um lado sombrio. É um lado negro que muitas pessoas, como uma antiga sociedade de caçadores de vampiros, preferiria vê-lo morto.

O problema é que Lucien já está morto. Talvez por isso ele é o primeiro cara que Meena já conheceu com quem ela poderia ter um futuro. Entenda, enquanto Meena sempre foi capaz de ver o futuro de todo mundo, ela nunca foi capaz olhar para o dela própria.

E quando Lucien é o que Meena jamais sonhou como namorado, de repente ele pode vir a ser tornar o seu pesadelo. Agora pode ser uma boa hora para Meena começar a aprender a prever seu próprio futuro. . . Se ela ainda tiver um.



Insaciável com a estória de Meena Harper. Ela trabalha como roteirista de uma série de TV chamada Insaciável e está cansada de vampiros. Ela foi forçada a introduzir essas criaturas chatas e sem graças que estão na moda em sua estória. Mas então acontece uma coisa inesperada. Ela se apaixona por um vampiro de verdade.

Bem, Meena tem um poder estranho. Ela sabe quando as pessoas vão morrer. Sempre viveu como a estranha e leva uma vida normal em NY até acontecer Lucien Antonesco, um vampiro. Mas ele não é qualquer vampiro. Ele é o príncipe dos vampiros, rei das trevas e blá blá blá. Lucien está em NY para investigar uma série de assassinatos de garotas que vem acontecendo e que foram feitas por vampiro. Ele precisa descobrir quem está fazendo esse tipo de coisa e, no meio tempo, também tem que fugir de um grupo de caçadores de vampiros.

Bom, é muito difícil fazer resenhas de livros da Meg, porque qualquer informação pode ser um spoiler. Ela vai revelando as coisas aos poucos e vamos descobrindo junto com os personagens, por isso não posso falar muita coisa.

Enfim, sou muito fã dessa autora. Já li muitos livros dela e posso dizer que gostei de todos. Eles recebem entre 4 ou 5 estrelas, porque são todos muito maravilhosos. Insaciável não é exceção. Ele está na minha meta de leitura há muito tempo e tenho que confessar que comprei esse livro apenas pela capa. Nunca tinha lido a sinopse ou alguma resenha sobre ele. E fiquei muito feliz pelo risco.

Como todas as protagonistas de Meg, Meena é uma mulher independente que não faz o tipo “mocinha indefesa”. Não fica pagando pau pra marmanjo nenhum, seja ele vampiro, humano, caçador ou outro. Meena, é corajosa, valente e sempre corre atrás do que quer. Não deixa de ser meio idiota as vezes ou atrapalhada.

Lucien é O PROTAGONISTA. Um vampiro sério, comportado, confessor de história em sua terra natal, Romênia, faz aquele estilo apaixonado e romântico. E uma novidade, ele não brilha no sol! Isso mesmo, um vampiro estilo Drácula, todo sombrio e perigoso. Ele é um pouco sério demais e “demora” para ceder a atração, mas acaba não resistindo. Por que as aspas? Porque os dois ficam juntos por um dia e já estão apaixonados. E é no mesmo dia que se conhecem. Na verdade, o livro todo se passa em poucos dias. É um livro enorme, mas muito rápido.

Temos o ponto de vista de três pessoas diferentes. O vampiro, Lucien, a humana, Meena, e o caçador, Alaric. Os três têm pontos de vistas completamente diferentes e é muito bom, porque vamos os três lados da estória. Eles não narram, mas o narrador onipresente faz com que a leitura flua magicamente bem. Não temos aquelas partes cansativas e enjoadas que queremos pular. Não! É totalmente perfeito.

“Se é tão perfeito, porque não recebeu 5 estrelas e um coração de favorito?” Fácil. Por que, no meio para o final, a estória começa a perder o fio da meada. Começa de uma maneira muito maravilhosa e no meio fica... Apenas boa. Isso me decepcionou um pouco, mas não perdeu o brilho do livro.

Outra coisa muito legal é que temos diversos tipos de personagens no livro. Cada um com uma personalidade única e variada. A colega de trabalho magricela que rouba a vaga, a vizinha abelhuda, a melhor amiga cabeleireira louca, o irmão preguiçoso, o cachorro chamado Jack Bauer (Sim! Meena tem um cachorro com o nome do protagonista da série 24 horas), a protagonista que não bate muito bem da bola, o gostosão, o irmão do mal, temos de tudo! E isso deixa a leitura muito mais interessante. Os personagens não são todos secundários e monótonos. Eles, realmente, fazem parte de tudo.

Meg é uma autora que escreve sobre tudo. Vampiros, humanos, médiuns, simplesmente tudo! E ela é a rainha de todos os gêneros. Ela mistura comédia, romance e ação em apenas um dose. Amei muito esse livro e super recomendo. Você vai começar a amar vampiros, como Meena Harper.

SPOILER: Ela não fica com Lucien no final.

Nenhum comentário:

Postar um comentário