11 de out de 2015

Resenha: A Herdeira


Título: A Herdeira
Título Original: The Heir
Autora: Kiera Cass
Editora: Seguinte
Nº de páginas: 392
Skoob
 4/5

No quarto volume da série que já vendeu mais de 500 mil exemplares no Brasil, descubra o que vem depois do “felizes para sempre”. Vinte anos atrás, America Singer participou da Seleção e conquistou o coração do príncipe Maxon. Agora chegou a vez da princesa Eadlyn, filha do casal. Prestes a conhecer os trinta e cinco pretendentes que irão disputar sua mão numa nova Seleção, ela não tem esperanças de viver um conto de fadas como o de seus pais… Mas assim que a competição começa, ela percebe que encontrar seu príncipe encantado talvez não seja tão impossível quanto parecia.


Infelizmente, eu não fiz a resenha dos outros livros da série A Seleção, mas, antes de começar a resenha, a série recebeu 5 estrelas e um coração de favorito, claro. Uma das minhas preferidas. Mas vamos falar do livro quatro...

O livro quatro conta a estória de Eadlyn, a filha de Maxon e America e a próxima rainha de Iléia. Temos agora uma Iléia totalmente diferente de antes. Sem castas, com “igualdades” para todos, um rei justo, sem seleção... Enfim, uma utopia, mas vamos ver que nem tudo é perfeito. Algumas pessoas ainda não estão acostumadas com a quebra de um costume tão antigo do país e uma série de revoltas começam a acontecer novamente, do jeito que era antes nos primeiros livros da série. Como solução para distrair o povo, Maxon e America decidem reabri a seleção, só que dessa vez serão 35 pretendentes para a princesa Eadlyn. Mesmo contra sua vontade, a princesa aceita, mas deixando desde o início bem claro que ela estava apenas fingindo para ajudar o país e que não se casaria tão cedo. Mas talvez isso não seja o suficiente para conter os “rebeldes”. Além de querem os costumes antigos de volta, a população está mais revoltada com Eadlyn, por não a acharem capaz o suficiente para ser a próxima rainha.

Bom, eu não tenho nem palavras para dizer o quanto Eadlyn é diferente de America. Mesmo a protagonista da primeira seleção sendo um pouco rude e fria no começo, a filha consegue ser bem pior Eadlyn foi criada para ser uma rainha. Ela é fria, arrogante, sempre se acha melhor porque está em uma posição acima das outras pessoas e a seleção vai mostrar a ela como o mundo de verdade se parece.

Eadlyn é um protagonista odiável. Ela sempre faz merda, vai contra tudo que a regra das mocinha manda e não de uma maneira surpresa e legal. Não. Ela chega ser cruel as vezes. Definitivamente não gostei.

O livro todo é sobre essa fase inicial da seleção de Eadlyn e toda essa repulsa do povo. As revoltas vão crescendo cada vez mais, até um ponto da nobreza quase não conseguir mais controlar.

Uma das coisas boxas sobre esse livro é o relacionamento da família. Eles são realmente apegados, Maxon e America tiveram muitos filhos e é bem divertido ver tudo do futuro. Todos os personagens que gostamos tanto, agora adultos e seus filhos, é uma das coisas boas do livro se passar em um tempo tão distante, nesse caso, 18 anos depois.

Eadlyn também tem uma ligação muito forte com seu irmão gêmeo e, durante a leitura, senti que ela era mais apegada a Maxon, talvez por se espelhar tanto no pai para tentar ser uma governante tão boa quanto ele.

Realmente, A Herdeira me decepcionou. O livro não conta muito coisa, é apenas um “prólogo” para a verdadeira estória. Senti falta da narrativa de A Seleção. As cenas de Eadlyn dentro da seleção foram legais, porque pudemos ver um olhar de dentro já que America era a parte “fora”.
No geral o livro foi bom, mas poderia ter sido melhor. Não respondeu ás minhas expectativas.



SPOILER: America “infarta” no final do livro porque o irmão gêmeo de Eadlyn foge para se csar com a namorada.


4 comentários:

  1. Lilian, o que mais me decepcionou em tudo isso foi a continuação. Para os fãs isso pode ser bom, mas eu encaro como uma extorsão e não pretendo comprar os livros no momento. E eu li que muitas pessoas também odiaram a filha do casal, acredito que também não irei gostar. Enfim, amei sua resenha! Beijos.

    http://livro-apaixonado.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pensei exatamente como você!
      Obrigada!
      Beijos!

      Excluir
  2. Eu até que gostei desse livro, mas não foi tudo isso!
    Preferia muito que a Kiera não tivesse escrito mais nada da série. Tava tão legal o final de A Escolha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O segundo desse é ainda pior e eu me decepcionei muito com a uma série que eu amava.

      Excluir