19 de mar de 2016

Resenha: Meu Romeu


Título: Meu Romeu
Título Original: Bad Romeo
Autora: Leisa Rayven
Editora: Globo Livros
Nº de páginas: 407
 4/5

Cassie está prestes a realizar o grande sonho: estrelar um espetáculo na Broadway. O que ela não esperava era ter que enfrentar o reencontro com o ex-namorado, que será novamente protagonista ao seu lado, em uma peça cheia de romance e cenas quentes. Trabalhar com Ethan traz o passado à tona, e lembra a Cassie que o que existe entre eles vai muito além de simples química.

Ethan Holt e Cassie Taylor têm uma história.
Eles se conheceram na faculdade, ambos fazendo teatro, ambos apaixonados pela atuação. Ethan é fechado, quieto, intenso e cheio de segredos e Cassie quer ser aquela que vai mudá-lo. Ela é a única que tem coragem de se aproximar dele, mesmo com toda sua grosseria e sua arrogância. Mas ela ganha uma chance quando os dois são colocados para fazer a peça Romeu e Julieta, interpretando o casal principal e juntos, vão viver as cenas mais quentes fora e dentro de cena. Mas Ethan já foi machucado no passado quando a garota que ele amava, o traiu com seu melhor amigo, e não quer que a história se repita e ele acabe magoado novamente. Mesmo Cassie se mostrando diferente de tudo que ele já conheceu e esteja disposta a ajuda-lo com seus traumas do passado.
Mas algumas pessoas simplesmente não querem ajuda.
Mesmo depois de tudo que ela faz por ele, Ethan vai embora, levando um pedaço de Cassie junto com ele. Com medo de se magoar, ele acaba a magoando.
Dois anos depois ele está de volta, recuperado e tratado de seus traumas e medos, querendo reconstruir tudo aquilo que quebrou, mas algumas coisas não podem ser coladas de volta depois de tanto tempo quebradas. Cassie não confia mais em Ethan, depois de tudo que ele a fez passar. Mesmo sendo colocados juntos de novo para fazer um grande remake de Romeu e Julieta na Brodway e todas as emoções do passado voltando, vai ser suficiente para que Ethan consiga seu perdão.

A estória é dividida entre o presente e o passado. Cassie escrevia em um diário quando ela mais nova e é a partir dele que somos transportados com flashbacks para o passado. Isso fica extremamente confuso no desenrolar do livro, pelo menos para mim. Logo vamos nos acostumando, mas é muito confuso e quase me fez desistir de ler.

Ethan é o único que consegue ver quem Cassie realmente é, longe de toda suas tentativas de se encaixar, do mesmo jeito que Cassie era a única que conseguia ver Ethan, longe de seus muros de proteção. Por isso os dois têm essa necessidade tão grande um do outro, somando isso ao fato deles terem uma atração enorme e Cassie querer perder sua virgindade com Ethan por ele ser, simplesmente, quem ela escolheu para isso, por conta da sua aparência irresistível.

Meu Romeu é, basicamente isso. Flashbacks explicando a história anterior deles e Ethan tentando convencer Cassie que ele mudou e a quer de volta. Eu me decepcionei um pouco com esse livro por esperar uma coisa muito grande dele e acabar descobrindo que não é tão assim. Achei um pouco repetitivo demais. Gostei do romance dos dois, é bem arrebatador, mas Ethan é um péssimo personagem. Ás vezes ele é tão grosseiro e estúpido e dá raiva e é quase impossível entender porque Cassie continua insistindo em continuar ajuda-lo. Chega a ficar chato.

A narrativa é legal, Cassie é uma boa narradora, um pouco confusa, mas divertida. Ela é uma personagem carismática que sofre uma grande mudança. Em dois anos ela evoluiu muito, amadureceu, por conta de tudo que sofreu e a autora soube muito bem representar esse amadurecimento. Essa “evolução dela”. Ethan também amadureceu, mudou bastante, também mostrado de uma forma natural.

O final é bem surpreendente. A autora construiu um suspense durante o livro e fez um final que nos deixou na expectativa para a continuação a estória.

Gostei do livro mesmo ele deixando a desejar em algumas partes. Recomendo para quem gosta do estilo.


SPOILER: No final do livro a gente não consegue saber se ela perdoou ou não.

Nenhum comentário:

Postar um comentário