05 julho 2016

Resenha: Once In a Full Moon


Título: Once In a Full Moon
Título Original: Once In a Full Moon
Autor: Ellen Schreiber
Editora: Harpercollins Usa
Skoob
 2/5
Cuidado com um beijo sob a lua cheia. Ele irá mudar sua vida para sempre.
Celeste Parker esta acostumada a escutar histórias de lobisomens – a cidade de Legend’s Run é famosa por elas.
Ela está acostumada a tudo na pequena cidade até que Brandon Maddox vai morar lá e Celeste se sente imediatamente atraída pelo charmoso novo estudante. Mas quando, depois de uma estranha visita á uma vidente, ela encontra um bando de lobos e o lindo e enigmático Brandon, ela precisa descobrir se a transformação dele é mais do que uma lenda, ou apenas um truque das sombras sob a lua.
Suas melhores amigas podem nunca perdoá-la se ela trocar Nash, seu namorado perfeito, por Brandon, que vem do lado errado da cidade. Mas ela não pode negar sua atração, ou o forte efeito que ele tem sobre ela. Brandon poderá ser o herói de Celeste, ou a criatura mais perigosa que ela poderá encontrar nas florestas de Legend’s Run.
Previsões psíquicas, gerações de velhos segredos, uma cidade dividida, e a possibilidade de se apaixonar por um quente e heroico lobisomem é a fórmula perfeita para o que acontece... Uma vez na lua cheia.


Celeste Parker é uma garota normal, que vive em uma cidade cheia de lendas sobre lobisomens. Ela namora Nash, um dos garotos mais populares de sua escola, mas sente como se ainda não estivesse encontrado a pessoa certa para ela.

Tudo em sua vida muda quando Brendon Maddox chega na escola. Um novo aluno vindo do lado sul da cidade, lado onde Celeste não pode nem pensar em frequentar. Mas depois que Brendon salva sua vida enfrentando uma matilha de lobos e sendo mordido, Celeste começa a reconsiderar tudo que ela aprendeu como certo em toda sua vida.

Esse é um grande exemplo de “Não julgue o livro pela capa”, só que de maneira invertida. Essa capa é perfeita, maravilhosa, mas o livro não é tanto assim.

Preciso dizer que a autora me decepcionou. Já li a série Vampire Kisses e simplesmente amei, mas Once In a Full Moon não foi tão boa quanto. Um dos principais porquês disso foi o jeito dela narrar os fatos. Não foi uma leitura envolvente nem nada do tipo.

Lobisomens é um assunto muito abordado atualmente e Ellen não conseguiu dar uma cara nova. Apenas a mesma coisa clichê e sem graça. A ideia da estória é super legal e esses foi um das razões para eu ler o livro. O problema foi que ela não conseguiu colocar as ideias de uma forma boa.

O amor, não muito amor, de Celeste e Brendon é uma das coisas mais irreais que eu já vi. É quase idiota a maneira que, duas semanas depois, ela termina com seu namorado, quase para de falar com suas amigas e muda sua postura porque “sabe que está apaixonada”.

Já li muuuuitos livros onde os personagens descobrem o que sentem um pelo outro com muita rapidez, mas a Ellen colocou isso de uma maneira muito irreal. É um livro de ficção, ok, mas é um ficção muito apelativa. As descrições, os detalhes, fazem os livros ganharem mais pontos negativos.

O livro termina com uma interrogação fazendo o leitor pensar “Nossa, eu li o livro todo pra isso?”. Basicamente o final não diz nada. E não é aquele “não diz nada” de “oh! Terminou em suspense”, não, “não diz nada”, tipo, “?”.

A protagonista é uma medrosa, sem sal, se coloca em perigo em ocasiões bestas e é a personagem mais confusa que eu já li sobre.

Espero que a autora consiga melhorar a estória no próximo livro e não seja tão decepcionante como foi esse. Não seria uma leitura que eu recomendaria, mas pra quem quiser ler e tirar suas próprias conclusões seria melhor.


SPOILER:

4 comentários:

  1. Estou fugindo de livros assim. Principalmente se ele tem continuação ( eu acho que já virou modinha esse negocio de ter continuação) Ultimamente venho observando o mercado editorial e vejo que algumas editoras estão preocupadas apenas nos lucros e não na qualidade dos livros que publicam, o que é uma pena...

    sonhoseaventurasdeamor.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente com você! É uma situação que vem ocorrendo muito frequentemente, infelizmente.

      Excluir
  2. Oi, Lilian! Tudo bem?

    Que pena não ter gostado do livro, que pela sinopse achei ser legal... mas é uma pena mesmo... talvez eu não leia. :/

    Beijos,
    Danny
    Irmãos Livreiros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também achei interessante, mas quando fui conferir na íntegra, não foi tão bom assim. Enfim, obrigada pelo comentário. Beijos!

      Excluir