18 de nov de 2016

Resenha: Delícia, delícia


Título: Delícia, delícia (Cupcake Club #1)
Título Original: Sugar Rush
Autor: Donna Kauffman
Editora: Valentina
Nº de páginas: 296
 4/5
Quando a extraordinária confeiteira Leilani Trusdale trocou a agitação de Nova York pela pacata e doce Ilha de Sugarberry, não esperava que seu passado a seguisse. Seu antigo chefe, Baxter Dunne, também conhecido como Chef Hot Cakes, o homem que ensinou a ela que o creme compensa, reaparece desejando filmar seu famoso programa de culinária. O problema é que ele escolheu filmar na Cakes by The Cup, a minúscula e aconchegante confeitaria de Leilani. Com seu olhar de brigadeiro de colher e aquele irresistível sotaque britânico -- que faz a moça babar e seu rosto corar como calda de cereja --, ele fez as fofocas de cozinha rolarem soltas. 

Lani, lá no fundo, só deseja que algumas sejam deliciosamente verdadeiras... Os amigos estão convencidos de que o ex-chefe é o ingrediente que falta para a definitiva receita de felicidade dela. Porém, Baxter terá que botar a mão na massa se quiser tirar do forno um grande, verdadeiro, quentinho e saboroso amor. No Clube do Cupcake, cozinhar é apenas um detalhe. Entre altos papos e doces lambidas, amizades crescem como pão quentinho e a vida vai ficando, hummmm, mais saborosa. Mas quando é preciso decidir entre a vida que você sempre sonhou e o amor da sua vida, só as melhores amigas, as melhores receitas e uma caixa cheia de Red Velvets podem ajudar. É hora de praticar boloterapia!!!

Leilane se mudou para Sugarberry, a terra natal dos seus pais para ter um pouco de paz. Ela passou anos viajando o mundo descobrindo como ser a melhor. Trabalhou para o famoso e atraente Chef Braxton Dunne e construiu uma carreira com muito sofrimento. Todos podiam dizer que Lani era favorecida por Braxton, mas no fundo todos podiam ver o incrível talento que ela tinha.

Mas a vida corrida em Nova York não era o que Lani queria. Depois de seu pai quase morrer, Lani decide abandonar tudo em Nova York e ir morar na pacata Sugarberry, sendo dona de uma loja de cupcakes e fazendo o que ama.

Lani achou que ficaria bem até descobrir que o programa culinário de Braxton, Chef Hot Cake, teria alguns episódios gravados na ilha que considerava seu santuário.

Lani começa a ficar desesperada com medo que Braxton abale a solidez que ela construiu e que antigos sentimentos guardados por seu antigo Chef e amigo, voltem de uma maneira que ela não consiga controlar.


O que ela fará quando descobrir que Braxton nutre os mesmos sentimentos por ela? E que, ao contrário dela, ele não está disposto a desistir tão fácil e gravar o programa em Sugarberry é apenas uma oportunidade para estar mais próximo e conhecer a verdadeira Lani, não a cozinheira boazinha e pacífica que conheceu.
Não é o primeiro livro de culinária que eu leio, mas o primeiro envolvendo doces e essa parte foi muito boa. As receitas, as descrições dos cupcakes de Lani e todo o resto nos deixa com água na boca e um aviso para você que pretende ler esse livro? Leia-o com a barriga cheia.


Desde que começou a trabalhar com Braxton, Lani se sentia irresistivelmente atraída por ele, porém nunca deixou que seu relacionamento profissional pudesse subir para outro nível, até porque não queria que os boatos de que ela era favorecida por ser amante de Braxton pudessem ter mais voz. Mas depois que Lani abandonou Nova York, ela prometeu que nunca voltaria a ter nada com ele. Ela guarda ressentimentos dele por Braxton nunca tê-la defendido de tudo que ela sofria na cozinha dele e por ele tê-la abandonado na administração do seu famoso restaurante, para fazer um programa de televisão.

Quando Braxton aparece na cozinha dela, no pequeno santuário que ela criou para aperfeiçoar suas técnicas de cupcakes, Lani sabe que nada mais poderá ser do mesmo jeito. Principalmente pelo fato de Braxton querer usar a loja dela para filmar seu programa como desculpa para estar mais próximo dela.

O grande problema é que ambos sabem que a relação dos dois não tem nenhum futuro. Lani não estar disposta a voltar para Nova York e Braxton ama a correria e a pressão da cidade grande e passará meses na estrada com a filmagem do seu programa. Mesmo assim, a antiga amizade e o amor que surge entre os dois, pode tornar a decisão deles não terem nada muito difícil.


Esse livro foi diferente do que eu esperava. Pela sinopse e pelos comentários que eu já tinha lido, esperava um livro hiper erotizado, com sexo a cada duas páginas, como a maioria dos livros atuais, mas não foi isso que eu encontrei. A autora focou bastante no desenvolvimento da relação de amizade e de confiança entre Braxton e Lani e eu achei isso muito interessante.

Braxton foi um dos personagens mais interessantes que eu achei. Ao contrário do que eu esperava dele, ele se mostrou tranquilo, charmoso e bem romântico, não aquele típico bad boy. Foi perfeito e se encaixou completamente na personalidade de Lani.

A narrativa em é fluida, dividindo o livro em que o foco está na visão de Lani e na visão de Braxton, nos mostrando um panorama geral e legal da situação.

Gostaria de ler dado três estrelas e meia, por conta de alguns pontos que deixou a desejar, mas como não pode coloquei quatro estrelas. Achei um pouco água com açúcar demais e os sentimentos dos dois um pouco duvidosos. Quer dizer, os dois se amavam loucamente enquanto trabalhavam juntos e ele abriu mão dela de maneira fácil e ela desistiu dele de maneira muito rápida. Mesmo com as desculpas dadas pela autora, achei isso muito fraco.

Outra coisa legal do livro foi o Clube do Cupcake onde Lani e suas amigas – Charlotte, Alva e Dre – fazer boloterapia, ou seja, cozinha e passar para relaxar. Foi muito interessante porque eu nunca tinha visto em outro livro e as amigas de Lani – as personagens secundárias – são muito interessantes. Os trocadilhos envolvendo cozinha e doces também são muito legais.

Enfim, recomendo o livro e lembrem: COMAM ANTES DE LER!


SPOILER: Eles arrumam um jeito de ficarem juntos.

2 comentários:

  1. Estou doida pra ler esse livro, curto muito esse gênero, parece ser bem divertido e cada resenha que leio dele me deixa ainda mais curiosa em conferi essa história.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que possa ter oportunidades para lê-lo.
      Beijos!

      Excluir