05 dezembro 2016

Resenha: Amor Amargo


Título: Amor Amargo
Título Original: Bitter End
Autora: Jennifer Brown
Editora: Gutenberg
Nº de páginas: 256
SKOOB
 4/5
Último ano do colégio: a formatura da estudiosa Alex se aproxima, assim como a promessa feita com seus dois melhores amigos, Bethany e Zach, de viajarem até o Colorado, local para onde sua mãe estava indo quando morreu em um acidente. O Dia da Viagem se torna cada vez mais próximo, e tudo corre conforme o planejado.
Até Cole aparecer.
Encantador, divertido, sensível, um astro dos esportes. Alex parece não acreditar que o garoto está ali, querendo se aproximar dela. Quando os dois iniciam um relacionamento, tudo parece caminhar às mil maravilhas, até que ela começa a conhecê-lo de verdade…
Em um retrato realista de um relacionamento conturbado, a autora Jennifer Brown – do sucesso A Lista Negra – nos leva até o limite de nossos sentimentos.


Alex é uma garota normal que não tem muitas aspirações para o futuro. Só quer terminar o último ano da escola e realizar sua viagem com sonhos para o Colorado com seus dois melhores amigos, Zach e Bethany. Seu grande sonho de viajar para o Colorado se dá porque sua mãe morreu lá em um misterioso acidente sobre o qual seu pai não fala muito. Ela acha que lá encontrará as respostas que procura.

Alex é tímida, muito inteligente e escreve lindo poemas. Infelizmente, por conta da morte da sua mãe, não é apegada ao seu pai ou a sua irmã. Ela é o que chamamos de carente de afeto. Por isso, quando conhece o aluno novo, Cole, que precisa da sua ajuda na escola, começa a experimentar os maravilhosos sentimentos do primeiro amor.

Cole é carinhoso, carismático, simpático e fofo. Dá a atenção e tudo que Alex nunca conseguiu com ninguém. Mas quando Cole começa a mostrar quem verdadeiramente é, com seu ciúme excessivo e mudança de personalidade, Alex fica dividida em se afastar de alguém que a faz mal e perder o único que a fez mostrar e sentir o que era o amor.


Amor Amargo trata-se de um livro com um tema muito intenso. Violência doméstica e relacionamento abusivo, o que deixa essa resenha muito difícil de ser escrita, mas vamos lá.


Depois de conquistar a confiança e o amor de Alex, Cole mostra traços da sua personalidade, antes escondidos. Cole é muito ciumento, não quer dividir Alex com ninguém, culpando sempre seu amor e sua necessidade de afeto com isso. A proíbe de sair com os melhores amigos, de se relacionar com outras pessoas, com medo de perde-la.

Cole têm uma família conturbada, culpando também seus problemas familiares por suas explosões repentinas.
Na verdade, Cole parece ter duas personalidades. Em um momento ele é afetuoso e carinhoso, no outro, movido pela raiva e pelo ciúme é violento, tanto verbalmente como fisicamente, machucando Alex de todas as formas. A garota acaba ficando dividida entre acreditar nas promessas que Cole faz quando está bem e querer se afastar dele.

Os personagens desse livro são muito interessantes, mas incrivelmente frustrantes. Não creio que isso seja uma coisa do acaso, por conta da temática do livro. É proposital Alex ser tão dependente daqueles que mostram algum tipo de afeto por ela, mas não nos impede de sentirmos raiva dela durante todo o livro.

Mesmo a necessidade dela por afeto seja a principal explicação para Alex continuar com Cole, achei um motivo fraco que não convenceu durante o livro. Sei que isso acontece com muitas mulheres e que nem é preciso de um motivo para explicar o medo que elas sentem em denunciar seus parceiros, mas foi isso que faltou no livro. Esse querer. Alex não queria se afastar de Cole, ela não queria deixá-lo, mesmo tendo que aguentar tudo que ele a fazia sofrer e sabendo do que ele seria capaz, já que ela conheceu ex namoradas dele que passaram pelo mesmo problema que ela. Ela não queria perder o único que tinha sido capaz de amá-lo.


Enfim, o livro é bem envolvente, a narrativa é maravilhosa, como já é do feitio da autora, mesmo eu achando um pouco superficial, mas vale muito a pena. É uma estória maravilhosa.


⚠️ SPOILER: O final é bem previsível. Cole é preso depois de espancar Alex, mas depois é solto.

4 comentários:

  1. Parece ser uma história bem intensa! Não tinha o conhecimento desse livro até então, mas procurarei ler ele! Resenha muito boa! Parabéns!

    HOJE É DIA DE LIVRO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada! É realmente muito intensa, vale a pena conhecer.
      Beijos!

      Excluir