20 fevereiro 2017

Dia de Nacional: Elena

Título: Elena
Autora: Marina Carvalho
Editora: Galera Record
Nº de páginas: 322
 SKOOB
 3/5

Este não é um conto de fadas comum. Sim, existe uma princesa. Não uma donzela, mas uma jovem moderna, preocupada com os problemas de seu tempo. Há também um príncipe. Só não espere que ele seja um perfeito cavalheiro. Afinal, uma pitada de bad boy nunca fez mal a nenhum herói.
Elena, filha da princesa Ana — a brasileira que se tornou herdeira do trono da Krósvia —, já não é mais a menininha apaixonada pelo primo Luka, com quem deu o primeiro beijo aos 13 anos. Cresceu, namorou, viajou o mundo. Mas uma notícia surpreendente a faz voltar para casa... justamente quando obrigações familiares também exigem a presença de Luka.
O reencontro é explosivo. Luka não estava preparado para adulta que a prima tímida se tornou. Uma mulher que sabe muito bem o quer. E quem quer.

Sequência dos livros Simplesmente Ana e Para sempre Ana.

Elena é a filha da princesa de Krósvia, Ana, e ao contrário de sua mãe, Elena não tem nada de realeza. Ao contrário, Elena estuda Letras e está na Nigéria, em um trabalho voluntário para ajudar crianças, mas, ao descobrir que sua mãe está grávida de gêmeos e por sua idade, é uma gravidez de risco, Elena deixa seu trabalho, para voltar ao reino de Krósvia e passar o período de gestação da mãe, ajudando-a. Porém, por conta do casamento de sua prima de segundo grau, Elena é obrigada a reencontrar um velho amor, Luka, o garoto odiado por seu pai e que foi seu primeiro amor, além de ter sido com ele que ela deu seu primeiro beijo. Mas Luka cresceu e Elena também e o destino parece querer colocá-los juntos de qualquer forma possível. Será que mágoas do passado irá impedir que esse envolvimento aconteça e que se torne algo maior?

Luka machucou muito, no passado, os pais de Elena e sua mãe (já que o pai de Luka era o inimigo da princesa Ana nos livros anteriores) e, por causa da raiva que sentia, se tornou um homem amargo, sarcástico, frio e odioso. Ele foi embora de Krósvia para construir uma nova vida, mas por conta dos negócios da família, está de volta. E para ficar. Claro que sua atração pela "prima" e o fato de não conseguir tirá-la de sua mente, ajudou para essa decisão.

A estória do livro é concentrada na relação amorosa de Elena e Luka. Ambos têm cicatrizes do passado que impedem que eles mantenham uma relação normal de "primos", mas, por causa de um levante para derrubar a monarquia de Krósvia, Elena se tona o alvo número 1 dos revolucionários e Luka parece estar sempre por perto e disposto a ajudá-la e isso acaba aproximando os dois. Eles começam a se tornar amigo, até desenvolverem para um outro nível de relacionamento, depois de lugar muito contra o sentimento que ambos têm um pelo o outro.

O li é narrado tanto por Luka, quanto por Elena, então podemos ter uma percepção panorâmica de tudo que está acontecendo. Conhecemos as histórias de ambos e a visão de cada um sobre os acontecimentos.

O livro é um pouco maçante e tantas coisas acontecem para que eles dois se encontrem do nada que acaba ficando um pouco chato. Quer dizer, são muitas coincidências. Eles estão no meio da sua, se encontram. Estão andando por aí, se encontram. Tipo, não foi natural, pelo contrários, pareceu realmente forçado.

O período quando os dois começam a gostar um do outro é muito legal, já que vemos um sentimento ser construído. Em Elena foi mais fácil, já que ela já tinha gostado dele quando era mais nova, mas com Luka eu achei repentino. Quando os dois se reencontram, Luka não suporta Elena, apenas a deseja. Fala sobre seu corpo, a atração que sente por ela, todo o desejo, o tesão, mas nada sobre amor. Então, em um capítulo ele quer apenas sexo e no outro ele está apaixonado, foi assim que eu entendi.

Não preciso nem falar sobre Luka, porque é "perceptível" o que acontecerá com o personagem. Ele passa por uma mudança de personalidade, assim como eu acredito que tenha acontecido com Alex, pai de Elena e par romântico de Ana nos outros livros. Ele amolece depois que assume seus sentimentos para Elena. O personagem evolui e vemos isso aos poucos durante o livro. Claro que, em primeiro lugar, o motivo dele ter ter ficado tão frio e odioso é um pouco exagerado.

Enfim, o livro é cheio de revelações e mesmo não tendo lido os outros dois, entendi tudo. Foi legal a autora nos ter dado um resumo das outras histórias e nos deixado a par de como estava a situação dos personagens, deixou o livro entendível para quem não tinha lido os outros.


Quando achamos que não tem mais nada para acontecer, acontece algo surpreendente que, mesmo sabendo como terminará o livro, já que não deixa de ser um clichê, é interessante e deixa a leitura não tão chata.


⚠️ SPOILER: Elena leva um tiro, mas no final fica tudo bem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário